Não se distraia, foque-se!

Nestes tempos em que vivemos, vemos uma estratégia do inimigo em ação, que assola as pessoas (de toda a classe social), os trabalhos, as empresas, até as nações! Essa estratégia é o desgaste, seja espiritual, emocional ou mental.

Consiste em pôr um obstáculo atrás do outro, no caminho dos filhos de Deus, até cansá-los. Para isso, o inimigo usa pessoas, circunstâncias, cria conflitos e uma infinidade de problemas quotidianos, com o fim de minar a sua resistência e debilitar a sua fé.

Se não temos cuidado, pensamos que são as pessoas que pretendem travar o nosso avanço; mas na verdade, é o próprio inimigo que está a fazê-lo tropeçar para desgastá-lo. Se somos imaturos ou, por causa do cansaço e consequente falta de comunhão com Deus, distraídos no propósito de todos esses tropeços, podemos acabar por nos deixar vencer por eles, não conseguindo discernir que são vis ataques contra nós, para nos impedir de viver no nosso máximo potencial. Precisamos de conhecer e desmascarar esses ataques e levantarmo-nos para viver uma vida de vitória!

Estratégias para desgastar-nos

O inimigo sabe que não nos vamos render, a menos que as nossas forças estejam esgotadas. Por isso, sempre repete, uma e outra vez e em ciclos contínuos, algumas estratégias para nos fazer desistir. Vamos abordar quatro dessas estratégias:

  • Distração
  • Desilusão
  • Traição
  • Tentação

 

  1. Distrações

As distrações atraem a nossa atenção e afastam-nos das coisas de Deus. Vêm para desgastar-nos, desfocar-nos e travar o avanço rumo ao nosso destino, chamada e propósito. Para nos voltarmos a focar necessitamos saber quem somos em Deus e fixar a nossa mente nas coisas celestiais.

A nossa mentalidade determina o nosso propósito.

Isto significa que a forma como eu penso vai determinar onde eu chego! Onde a nossa mente esteja fixa e estabelecida, esse será o lugar onde está o nosso foco. Necessitamos focar-nos outra vez no propósito original de Deus para cada um.

 

  1. Desilusões

Desilusão é o engano, deceção ou impressão que se experimenta quando alguma coisa não responde às expetativas que tínhamos criado. Estar desiludido pode enfermar mental, espiritual e emocionalmente. O inimigo aproveita o momento em que você é mais vulnerável, e lança dardos de fogo em forma de pensamentos que o envenenam. A desilusão leva-o à depressão, debilita a sua fé e abre portas à angústia e ao luto.

 

O que fazer quando está desiludido?

Tomando, sobretudo, o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno…” – Efésios 6:16.

Ainda que algumas pessoas, coisas ou lugares o tenham desiludido, Deus está consigo! Tem que levantar outra vez o seu escudo da fé. A palavra “tomando”, implica uma ação contínua. Significa que tomamos e voltamos a tomar o escudo da fé. Não desista, não se distraia, não se desiluda, porque o que Deus prometeu – esse sonho, visão ou promessa – virá!

 

  1. Traições

Toda a traição leva consigo uma deliberação do inferno, e o objetivo é travar o seu propósito. As traições são muito dolorosas, porque você entrega a sua vida, o seu amor e o seu tempo por alguém, porque crê nele ou nela, mas essa pessoa conspira contra si e trai-o.

Jesus creu em Judas. O traidor esteve exposto a todo o poder e à presença de Jesus, foi testemunho em primeira mão de cada milagre, mas nunca mudou. A traição pode fazer com que você sinta culpa e se pergunte “o que fiz eu de mal?”. Mas não chore mais pelos Judas, porque Deus sempre terá alguém fiel para si!

 

  1. Tentações

A tentação é um impulso repentino que o induz a fazer o mal e a desobedecer a Deus. Satanás não o conhece a si, e também não pode ler a sua mente; mas estuda cada um dos seus movimento e reações; e tenta-o ao menor descuido, no momento em que você está mais débil. Para vencer as tentações deve render a Jesus todo o desejo corrupto.

Tiago 4:7 – “Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós.

Sujeição a Deus e resistência ao diabo é a única forma de vencer as tentações. Nunca seremos tentados por Deus. A Bíblia mostra-nos que somos tentados por causa dos desejos da nossa carne, por causa daquelas coisas que verdadeiramente nunca rendemos a Cristo e ainda nos dominam. Se ainda somos tentados, analisemo-nos, pois significa que isso ainda está no nosso coração. Um sinal de que uma pessoa foi liberta, é que já não é tentada pelas coisas que antes desejava.

Sujeição a Deus e resistência ao diabo é o que nos dará a vitória frente às tentações.

Como focar-se outra vez?

Portanto, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus. Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra.” – Colossenses 3:1-2.

Centre toda a sua atenção em Deus e nas Suas promessas. Muitos arrastam consigo padrões errados, baseados nas mentiras de satanás. Agora que estamos em Deus, temos que mudar essa mentalidade. Devemos fixar a nossa mente numa meta, focar-nos no propósito e na chamada de Deus, e cumprir aquilo a que nos propomos.

Precisamos de fixar a nossa mente em Deus e na Sua Palavra, e não permitir que algo nos distraia!

O homem de coração dobre é inconstante em todos os seus caminhos.” – Tiago 1:8.

Quando não fixamos a nossa mente numa meta ou num propósito, ficamos desfocados. É fácil desfocarmo-nos com muitas coisas que surgem no nosso caminho, seja um problema, uma circunstância, um engano, uma ofensa. Mas, pelo contrário, quando alguém conhece a sua identidade de filho de Deus, ainda que o inimigo queira distraí-lo, responde com segurança: “Sou um homem (ou mulher) de Deus, e não me posso distrair!”.

Seja fiel ao seu foco e não se deixe desgastar. Nada na vida muda até que a sua mente esteja fixa! Peleje contra as distrações. Deus quer fazê-lo progredir, espiritual, emocional, financeiramente. Mas deve manter-se focado em Deus; tudo o resto lhe será acrescentado!

 

O foco é como um íman

O foco atrai três coisas:

  • Pessoas
  • Destino
  • Oportunidades

Uma pessoa focada vai atrair pessoas que pensam da mesma maneira; que conhecem o seu destino e que podem ver as oportunidades quando aparecem. Pelo contrário, quando está distraído, as oportunidades afastam-se.

 

Foque-se!

Precisa de mudar a sua mentalidade para crer no sobrenatural, no poder de Deus e que o Espírito Santo está consigo. Diz a Bíblia que o povo de Israel limitou Deus, pois desfocava-se a cada vez que encontrava uma dificuldade, e, por isso, pecou contra Ele. O nosso Deus não é pequeno! O nosso Deus é grande, o Todo-Poderoso, o El-Shaddai (que significa mais que suficiente). Ele abre portas que ninguém pode fechar, é quem nos enche de favor e graça, levanta o pobre e fá-lo prosperar!

Uma nova mentalidade é a solução

Ter uma mentalidade nova não é uma opção. É a solução para não sermos desgastados pelo inimigo e para não nos desfocarmos da chamada e do propósito de Deus.

Ele quer que mude a sua mentalidade, para dar-lhe uma mentalidade de Reino e para que seja agente de mudança para outros. Todos necessitamos do favor de Deus, e esta é a temporada onde Deus acrescentará maior favor à sua vida.

Não se distraia! Foque-se no propósito de Deus!