Muitas crianças raramente ouvem um elogio, sendo, todavia, repreendidas quando falham. É fácil repreender, condenar e culpar as crianças, dando ênfase aos seus defeitos e comportamento desagradável e realçando o que deixaram de fazer. Pense no comportamento melhorado e na alegria que provavelmente resultariam as nossas palavras de encorajamento para os nossos filhos se igualássemos ou excedêssemos as críticas. Um estudo realizado afirma que são necessárias quatro declarações positivas para apagar os efeitos de uma declaração negativa para a criança.

As pessoas raramente mudam quando apontamos as suas falhas. Elas também não vão amar-nos por isso, mas provavelmente vão ressentir-se de nós. É mais fácil promover a mudança através de elogios e encorajamentos sinceros do que quando constantemente criticamos. O elogio feito com sinceridade é o calor e a ternura que precisamos para mudar para melhor.

Elogiar não estraga a criança. A criança que não recebe um elogio ao fazer uma coisa digna de aplauso é aquela que irá buscá-lo de maneiras menos corretas. Assim, quando os grupos na escola a elogiarem por mentir ou roubar, ela procurará naturalmente tornar-se perita nisso.

 

Como Elogiar?

  1. Elogie o desempenho da criança e não a sua personalidade. Em vez de fazer comentários sobre o carácter, o elogio deve reconhecer tarefas bem feitas, delicadeza com os outros, confiabilidade e honestidade. O elogio deve apontar para o progresso.
  2. Elogie aquilo que é responsabilidade da criança e não o que não depende dela. Por exemplo, não depende da criança ter cabelo bonito ou olhos azuis. Elogiá-la por essas coisas pode torná-la orgulhosa e presunçosa. Mas elogiar o seu filho por atos de bondade e generosidade não o estraga nem o torna orgulhoso. Ele precisa dessa aprovação para que possa sentir-se valorizado. Ele responderá à apreciação genuína com bom comportamento.
  3. Reconheça que o elogio é especialmente necessário por parte das pessoas que são importantes para a criança. Os pais são as pessoas mais importantes no mundo infantil. O mundo da criança é pequeno. Os pais são o centro desse mundo. Quando os pais elogiam o filho, ele sente-se seguro e amado.
  4. Elogie com sinceridade. A criança sabe quando você é sincero. Ela não pode ser enganada.
  5. Elogie a criança pelo que ela fizer por iniciativa própria. Fazer algo digno de aplauso sem ninguém mandar merece um encorajamento especial. E também elogiar uma criança que tentou, mas perdeu, dá-lhe coragem para continuar a arriscar e motivação para os tempos difíceis que toda a pessoa tem de enfrentar.
  6. Tenha em mente que quanto mais cedo for feito o elogio, melhor.
  7. Lembre-se de que a atitude dos pais é tão importante quanto as suas palavras de incentivo. A maneira como um pai pára o que está a fazer para ouvir o seu filho, a maneira como participa do sucesso ou fracasso dele, o tom de voz com que fala com ele – tudo isso cria uma atmosfera que anima ou desanima a criança.

Os elogios são de suma importância na vida de uma criança; não algo que os leve a envaidecer-se mas no sentido de podermos dar força, levar a criança a sentir que tem valor e que os seus esforços são recompensados.